domingo, 11 de novembro de 2012

Onde Estão os Homens do Tempo do meu Avô?? (Parte 01)


Comparando Gerações.


Olá queridos Amigos faces! Paz Perfeita vos seja Multiplicada neste dia de Grandes Bênçãos pra tua Vida! Sempre alegres por ter a oportunidade de vos compartilhar a Palavra de Deus aos vossos Corações e Mentes!
Trabalhamos muito na área de Aconselhamento pastoral; isso já acontece por mais de 20 anos em nosso Ministério e Deus tem nos dado Graça para, nesses 31 anos de Ministrações pelo Brasil afora, continuarmos de pé, aprendendo, conciliando, reconciliando, ensinando, chorando, sorrindo e crescendo junto com tanta gente que o Senhor nos traz! Quero mais uma vez agradecer a Deus e aos Amigos que nos ajudam Compartilhando essas Mensagens aos incontáveis Amigos aqui na rede! Deus vos abençoe!

No próximo Janeiro, completaremos, eu e minha Linda Esposa Shirley Lima, Bodas de Marfim; ou seja, quatorze anos de casados! E, reavaliando nosso próprio Casamento, observando áreas que precisamos melhorar e crescer, venho aqui trazer uns “conselhos” à rapaziada! Sei que isso não me credencia ao status de “Conselheiro”, mas, como disse, pela direção do Espírito Santo, venho aqui vos trazer esta Palavra para despertamento. Este texto ficou em extremo grande e aí, no afã de torná-lo mais atrativo, o dividimos em duas partes. Nessa primeira parte, trataremos de comparar Gerações e na Segunda abordaremos estes Conselhos, ok? Vejamos, então:

Trago a vocês hoje uma proposta diferenciada daquilo que costumeiramente postamos! Depois de tantos anos aconselhando, tanto a jovens como a idosos, tanto a solteiros como a casados, tanto a homens como a mulheres, o Espírito Santo me impulsionou a trazer esta Palavra aqui para todos vocês! E tudo começou com uma pergunta que não quer calar: “ONDE ESTÃO OS HOMENS DO TEMPO DO MEU AVÔ?” Este Artigo vai para os Homens do nosso século; embora saiba que muitas mulheres hão de lê-lo com igual interesse, mas, pretendemos aqui despertar tanto a você jovem como idoso; solteiro ou casado; homem ou mulher para um fato corriqueiro e quase imperceptível na sociedade hodierna.

Sempre admirei muito os meus avós; tantos os por parte de pai, como os por parte de minha mãe. Embora tenha convivido mais com os avós da parte do meu pai e com minha avó da parte de mãe, pois meu avô Pr. Antônio Brito(in memorian), não tive o privilégio de conhecê-lo. Apenas pelas inúmeras histórias contadas por minha Avó Maria José Brito dos Santos(in memorian) e por minha Mãe Gerusa dos Santos Fonseca(in memorian). Mas o fato é que sempre admirei a longevidade das relações entre os casais ‘da antiga’! Achava interessante como eles podiam resistir tanto tempo juntos! Meus avós por parte de pai chegaram a completar, juntos, 50 anos de casados! Uau!! Sei que você, amigo leitor, também deve ter na sua Família ou conhecer esses cada vez mais raros Casais!

Na verdade, estamos vivendo numa época de crise nas Relações Conjugais! Estamos vivendo numa época bastante diferente daquele tempo dos meus Avós! Hoje as Relações Conjugais chegaram a um patamar tão absurdo que já são motivos de chacota; de piadinhas! Estamos vivendo a era do Divórcio; das Relações Abertas; da desvalorização e banalização do Casamento... E aí, nesse “festival de horrores”, os Casamentos duram cada vez menos! Raros hoje são os que conseguem avançar dos 10 anos de convivência! E quem, por um acaso ou sorte consegue ultrapassar essa marca, está sob ataque direto e na grande maioria, estão arrastando a Relação como sendo um fardo pesado! Estou falando mentira?? Claro! Temos raras exceções, mas, a coisa está séria, meus queridos(as)!

Mas, onde de fato, está a raiz dessa “Crise” dentro dos Relacionamentos Conjugais? Bom. Falando de raiz, vamos começar do princípio! (rsrsrs) A Geração passada foi criada de forma diferente da geração de hoje! Os filhos eram criados para estudarem e/ou trabalharem na roça, não como escravos, mas como colaboradores da família! As famílias aplicavam a disciplina e tinham liberdade para isso! Criança era Criança; brincava como Criança e jamais se vestia de adulto! Havia muita inocência! Os namoros só eram assumidos sob a perspectiva do Compromisso para “O” Casamento! Não eram permitidas as relações sexuais fora do Casamento, e, as meninas que cediam às pressões, eram difamadas! E aí, quando o Casamento era realizado, havia bases e estruturas mais sólidas! Os homens eram galanteadores, românticos e respeitosos! Pra começar, “Homem” era quase título! (rsrs) E as meninas só casavam com os tais que assumiam as prerrogativas desse “título”!

Já quero aqui avisar que não sou Machista, Conservador ao extremo e nem Saudosista! Gosto do Progresso, da Tecnologia, do Desenvolvimento e Crescimento! Mas, confesso que hoje a coisa está bem diferente! Pra começar, nossa geração é de filhos malcriados! Crianças que crescem sem limites; sem ouvir NÃO! Sem educação legítima, pois os pais acabam na maioria das vezes, terceirizando essa educação de alguma forma! Hoje já não se podem aplicar certas disciplinas aplicadas no passado! Até chinelada hoje, está se proibindo! Criança hoje, já não é tão Criança! Estamos sempre vendo a Infância sendo agredida nos comerciais que empurram as nossas Crianças para a sexualidade precoce! Exemplo são os inúmeros Filmes, novelas, comerciais de Crianças se beijando ou se vestindo como prostitutas! A inocência foi destruída na Infância!

Os Namoros hoje são um caos total. Os pais preferem “liberar tudo pra ser feito dentro de casa, pois é melhor do que na rua”! Essa é a desculpa esfarrapada de muitos! Não se há limites nos Namoros! Aliás, Namoro está se tornando extinto, nossa Geração está sendo arrastada a uma “Terra onde ninguém é de ninguém”! O negócio é “ficar” e, se passarmos pra uma fase seguinte, o negócio é “liberar geral”! As meninas já não se preservam; pelo contrário! Há até uma disputa pra ver quem pega mais! Elas se vestem “pra matar” com um “cinto” que elas chamam de saia, um pedaço de pano pra tapar o menos possível às partes superiores e, pronto! Quanto menos pudor, melhor! E aí, quanto mais se pega, mais status de “Pegador(a)” se tem! Uauu! E não acaba aqui! Tem muito mais de ‘inovação’ por ai! (rsrsrs)

Por essas e muitas outras diferenças na comparação das Gerações, vemos o “porque” que os Casamentos estão cada vez mais curtos no nosso século! Cada vez mais se recorre ao Divórcio como meio de solução; como “válvula de escape” para as Crises e tensões na Vida Conjugal! O lance agora é: “Gastou, trocou!” “A fila anda!” Ninguém quer saber mais de investir na Relação, o negócio agora é “diversificar”! Se faz um “Test drive” com algum(a) por ai e, tá tudo resolvido! Adultério virou coisa normal até no meio da Igreja agora! Lamentável isso, mas é a Pura Verdade! Tem Igrejas ai que punem seus membros por tempo indeterminado por se cortar um dedo do cabelo; mas no caso de adultério... Três meses de suspensão! (??) E aí a vida se segue e o tempo se torna o “Agente da Restauração” e não a Disciplina! Aliás, é melhor que tudo se faça bem debaixo dos panos; ninguém precisa saber disso! Não é? (Fala sério!)

ONDE ESTÃO OS HOMENS DO TEMPO DO MEU AVÔ, que eram mais Homens, mais sinceros e mais “Amigos dos Bons Costumes”?? Eram Homens amantes do Respeito e da Dignidade; tinham Carácter e Cultura! Hoje, não se há pudor, carácter... Quanto mais calhorda, quanto mais patife, quanto mais “largado” melhor! “Isso é ser ‘Despojado’ e ‘Descolado’”! Quanto mais sem princípios e sem noção... Melhor! O que faremos Senhoras e Senhores? Ficaremos de braços e pernas cruzados aguardando o Fim? Ficaremos prostrados a lamentar toda essa infâmia? É hora de resgatarmos os Valores que se perderam; é hora de Restaurarmos os Relacionamentos e os Bons costumes, pois do contrário, não sobrará nada para nossos pequenos filhos e netos! Aliás, nem sei se chegaremos a tanto, pois, a opção pela solidão é cada vez mais crescente! O que será das famílias??

Paremos e repensemos nisso tudo, pois é hora de mudar! Recorramos ao Senhor; aprendamos na Palavra de Deus como conduzir nossas Crianças, Adolescentes e Jovens! Sejamos o Exemplo para esta Geração! A questão do exemplo está bem complicada hoje, mas ainda há como salvar a situação através de Deus e da Sua Poderosa Palavra; através da Oração e do Arrependimento! Querido(a)! Deus tem solução pra tua Família; para o teu Casamento! Não permita que o diabo e suas propostas de troca destruam seu Lar! Há Poder no Sangue de Jesus! Como Ministro da Palavra de Deus eu creio absolutamente na RESTAURAÇÃO DO CASAMENTO! Creio que podemos mudar toda essa triste realidade de nossa sociedade, para a Glória de Deus! Creio em dias diferentes para a Família, para nossas Crianças, Adolescentes e Jovens! EU CREIO!!

Que Deus nos ajude a assumirmos a posição que nos é exigida para Mudar essa Geração! Fiquem todos na Paz Perfeita de Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador! Estamos orando por cada Família!

Pr. Paulo Giovane-MS. ><>